O título é engraçado, mas não deixa de ser verdade. Estamos falando do Serranus tortugatum, um pequeno peixe com menos de 10 cm de comprimento que habita os recifes de corais do Caribe Serranus tortugarume que chega a trocar de sexo até 20 vezes num único dia!

Nesse momento você deve estar se perguntando o que isso tem de mais, já que outros animais são hermafroditas, entre eles está até mesmo o peixe de recife mais famoso do mundo, o Nemo (Amphiprion ocellaris)! Pois é, se o filme Nemo seguisse o comportamento do Peixe Palhaço à risca, o pai do Nemo deveria ter virado "mãe" assim que ficou viúvo.

A diferença é que na natureza, normalmente os animais hermafroditas possuem a capacidade de produzir os dois gametas porém a troca do tipo de gameta produzido normalmente é estimulada por alguma alteração na hierarquia social do grupo, já no caso do Chalk Bass, nome popular do nosso peixe que é fissurado num "troca-troca", ela acontece por vontade do próprio animal e diversas vezes ao dia, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Tropical Smithsonian no Panamá. Produzir os dois gametas num curto espaço de tempo não é uma capacidade somente dessa espécie, mas é muito raro no reino animal.

Cientistas observaram o peixe em um recife durante seis meses e perceberam que à cada duas desovas ou fertilizações, dependendo do papel do indivíduo naquele momento, o Serranus tortugatum trocava de sexo com seu parceiro(a). Outro comportamento interessante observado pelos pesquisadores foi que o S. tortugatum era extremamente monogânico e a relação entre os dois peixes só não era mais observada quando um indivíduo deixava o local ou então ambos desapareciam. Acredita-se que a monogamia é incentivada pela troca de papéis, o que ajuda a manter um indivíduo interessante ao olhos de seu parceiro.

Sobre o autor:
Marne Campos
Autor: Marne Campos
Marne Campos, natural de Campinas-SP, é aquarista desde 1990 quando, aos 7 anos de idade, ganhou o seu primeiro aquário e se apaixonou completamente pelo aquarismo. Bacharel em Análise de Sistemas pela PUC-CAMPINAS e técnico em Eletro-Eletrônica pela UNICAMP, criou o projeto Aquarismo Online em 1999, além outras iniciativas ligadas ao aquarismo que vieram logo em seguida, entre elas a idealização do CBAP (Concurso Brasileiro de Aquapaisagismo) onde ocupou o cargo máximo por 12 anos. Dedica-se à aquários plantados desde 1998, tendo como principal área de interesse atualmente, a manutenção de ambientes aquáticos por longos períodos.