Lista de materiais:
- Cano de PVC de 100 ou 150mm de diâmetro, quanto mais largo o seu tanque, maior pode ser o PVC.
- 2 CAP de PVC no diâmetro do tubo.
- 2 Soquetes E27
- Cabos elétricos
- Conector Sindal
- Tinta Spray preto fosco
- Papel alumínio (aqueles de culinária)
- Retalho de cantoneira de alumínio.
- Barra roscada de 6mm (comprimento de acordo com a altura que você quer que a luminária fique em relação ao tanque).
- Porcas e arruelas 6mm
- Parafusos auto-atarrachantes 3mm

Lista de ferramentas:
- Furadeira com brocas diversas
- Serra de arco
- Chaves philips e fenda
- Alicate comun e de pressão
- Cola quente
- Estilete
- Caneta Hidrográfica
- Esquadro

 

Mãos a obra:

Primeiro devemos cortar o PVC no tamanho do aquario, para isso colocamos os dois CAPs (para ter o tamanho real) e medimos no próprio tanque. É interessante deixar uma folga de 1cm para cada lado, conforme veremos mais adiante. Após termos o tubo no comprimento desejado, partimos para a marcação com a hidrográfica do exato meio do tubo.

Cano de PVC

 

Conferindo:

Cano de PVC no aquário

 

Com ajuda de um torno de bancada, ou alicate de pressão (para deixar o tubo firme) utilizamos a serra de arco ou equivalente para abrir o tubo e os CAPs. O corte deve ser firme, preciso e reto...

Cano de PVC cortado

 

Com o meio tubo em mãos colocamos o CAP e marcamos o local onde aquela parte saliente do CAP (onde iria a borracha de vedação) passa. É neste local que iremos colocar todos os parafusos. Como o CAP tem a referida saliência, as cabeças dos parafusos ficam ali e não atrapalham em nada. Aqui a colocação dos soquetes E27 fixados com parafusos auto-atarrachantes.

 

Soquetes E27 fixados na luminária em PVC

 

 

Detalhe do parafuso:

Detalhe do parafuso no PVC

 

 

O Sindal e a primeira presilha também ficam presas nesta linha. Para prender a primeira presilha, fiz dois furos no PVC, o sindal é preso com um parafuso. As duas presilhas do meio ainda não estão fixadas no tubo, por enquanto estão só prendendo os fios.

 

Presilhas do meio ainda não estão fixadas no tubo

 

 

Detalhe:

Detalhe da presilhas

 

Detalhe da presilha

 

 

O fio é preso na parte interna do PVC nos pontos de presilha com cola quente, para não aparecer nada por fora:

 

Fio preso na parte interna do PVC

 

 

Aqui meço as madeirinhas que irão servir de base para os parafusos (barra rosqueada) que farão as vezes de "pés".

 

Madeirinhas que irão servir de base para os parafusos

 

 

Já com os furos, fixo com cola quente. Nestes dois furos, vou passar os parafusos de 6mm. Em um deles ainda vai uma porca e uma arrula por cima, e uma por baixo. Desta forma podemos fazer o ajuste fino da altura.

 

Furos para passar os parafusos de 6mm

 

Geral da luminária quase pronta

 

 

Aspecto externo, os dois furos são para passar a fiação, um para as lâmpadas e outro para a barra de LED.

 

Aspecto externo da luminária

 

 

Pintado:

Luminária já pintada de preto

 

 

Cantoneira... Vou cortar dois retalhos de 10cm (mesma largura da luminária), fazer dois furos 6mm e fixar a outra extremidade daqueles parafusos de 6mm. Penso em soldar por baixo com um "estanhador", ou utilizar colo quente que serviria também como "anti-derrapante".

 

Preparação das cantoneiras

 

 

Ainda não coloquei os pezinhos porque estou com dificuldades em encontrar aqui na região estes parafusos, por hora está no aquário assim mesmo.

 

Geral da luminária já no aquário

 

 

 

A parte interna é forrada com o papel alumínio para melhor reflexão de luz e também do calor gerado pelos reatores das lâmpadas. Fixei o papel aluminio com cola quente, porem há no mercado um tipo de papel alumínio auto-adesivo.

Bom amigos, por hora era isso. Lembro a todos que as medidas e materiais podem ser livremente adaptados às necessidades e à criatividade de cada um.

 

 

 

 

 

 

 

Sobre o autor:
Marcio Vargas
Autor: Marcio Vargas
Marcio Rama de Vargas, natural de Caxias do Sul-RS, é aquarista desde 1992, quando aos 12 anos montou o primeiro aquário com Cardinais, de lá pra cá já manteve vários aquários dos mais diversos tipos e tamanho. Administrador de Empresas por formação, trabalha há 8 anos em um complexo de Usinas Hidroelétricas e administra uma escola de Idiomas, é também acadêmico de Ciencias Contábeis e pai de dois Aquaristas. Um dos idealizadores do Encontro Gaúcho de Aquarismo - Aquachurras e organizador das quatro primeiras edições do evento. A partir de 2013 passou a dedicar-se ao aquarismo marinho, porém ainda mantém um plantado low tec e um nano de camarões, atualmente os aquários dos filhos.