Esta receita é caracterizada por apresentar – quanto a valores – predominância em proteínas animais, e composta por ingredientes que oferecerão a nossos exemplares vitaminas como B1 (Tiamina), B2 (Riboflavina), Potássio, Fósforo, PP (Niacina), Ferro, Pigmentos Carotenóides, A (Retinol), Ficobilinas (Ficocianina)...

PASSEMOS AOS INGREDIENTES E QUANTIFICAÇÕES:

  • 125 gramas de camarão;
  • 310 gramas de peixe (Pescada);
  • 50 gramas de berinjela;
  • 80 gramas de tomate;
  • 30 gramas de spirulina;
  • 100 gramas de chicória;
  • 0,718 gramas de alho;
  • 20 gramas de cenoura;
  • 20 gramas de mostarda;
  • 73,5 gramas de gelatina vegetal natural em pó ou folha.

MODO DE PREPARO:

  • Triture ou liquidifique todos os ingredientes acima citados, com exceção à gelatina;
    Observação: A fim de que constituamos uma pasta fina com tais alimentos dispostos à trituração ou liquidificação, recomendo a adição de água.

  • Em um outro recipiente e em separado, procedamos à dissolução quanto à gelatina conforme as instruções presentes no pacote de tal produto, certificando-nos de que nenhum “caroço” permaneça;
    Observação: É importante que nenhum caroço com respeito à gelatina fique presente, uma vez que o mesmo dificultará a digestão de nossos exemplares, principalmente de nossos exemplares juvenis.

  • Lentamente, então, adicionemos à mistura liquidificada ou triturada, a gelatina quente;
    Observação: Misturemos completamente os ingredientes todos antes que a gelatina esfrie.
    Observação 2: Uma vez o aquarista preferindo, a fim de que todos os ingredientes tornem-se perfeitamente misturados, poderá, também, adicionar a gelatina previamente dissolvida à massa alimentar ainda presente no aparelho liquidificador ou triturador empregado;

  • Uma vez finalizado tal ato, despejemos o produto final, vou expressar-me assim, em uma forma refratária ou em formas de gelo ou em qualquer recipiente que acreditemos vir a ser adequado - e levemo-lo à geladeira a fim de que a composição tornar-se fria e firme;

  • Uma vez firme tal mistura, cortemo-la em pedaços de tamanhos adequados ao nosso gosto ou necessidade, e congelemo-la em sacos plásticos do tipo “zip-lock” ou caixas plásticas adequadas a resfriamentos.