Lysmata debelius Nome científico: Lysmata debelius
Nome popular (BR): Camarão de Fogo
Nome popular (ING): Fire Shrimp

 

Distribuição geográfica: Oceanos Índico e Pacífico
Sociabilidade: Aos pares ou em grupo.
Comportamento: Pacífico.
Tamanho adulto: 5 cm
pH: 8,0 a 8,4
Temperatura: 22 a 28oC
Densidade: 1023 a 1025
Dimorfismo sexual: Hermafrodita.
Alimentação: Ração, copépodes, aiptásia, parasitas em peixes etc.
Aquário mínimo recomendado: 40 litros
Adequado para reef? Sim, com ressalvas.
Informações adicionais:  

 

Saiba mais sobre a espécie:

O Camarão de Fogo ou Lysmata debelius é um camarão que chama a atenção ao ser visto em qualquer aquário, a intensidade do vermelho de seu corpo aliado aos pontos e extremidades brancas formam um conjunto muito atraente aos nossos olhos e isso o torna um animal desejado por qualquer aquarista, além disso, ele ainda é um camarão limpador, ou seja, se alimenta de parasitas de outros peixes, prestando um excelente serviço ao aquário como um todo.

Essa última caracterísitca, entretanto, não costuma ser observada com tanta frequência em cativeiro, muitos aquaristas relatam nunca ter visto seu Camarão de Fogo "limpando" algum peixe. Não se sabe exatamente por qual motivo esse comportamento se torna raro em cativeiro. Apesar disso, sua alimentação é muito fácil, ele aceita todo tipo de alimento, desde ração em flocos, até pedaços de peixes e, inclusive, essa é uma forma de torná-lo seguro em um aquário com corais, pois fornecendo uma farta variedade de proteína animal, ele costuma não causar danos aos corais.

É um animal que tende a ser tímido no aquário, passando a maior parte do tempo em tocas, importântíssimas para que ele se sinta bem. É possível vê-lo com mais frequência durante a noite ou no momento da alimentação.

O aquário para o Camarão de Fogo não deve contar peixes grande e predadores, mesmo ele sendo um animal limpador, pode acabar virando comida desse tipo de peixe. Você pode mantê-lo sozinho, mas ele apreciará bastante a vida em grupo também, desde que haja tocas suficientes para todos. Por ser um animal hermafrodita, não há diferença entre os sexos, então se você tem dois exemplares, possivelmente tem um casal.

 

Escrito por: Marne Campos