”Hygrophila Nome científico: Hygrophila polysperma
Nome popular (BR):  
Nome popular (ING):  

 

Família: Acanthaceae
Distribuição geográfica: Ásia
Crescimento: rápido
Forma de plantio: grupo
Iluminação: baixa
pH: 6.5 a 7,5
Temperatura: 20 a 30oC
Porte: grande
Região de plantio: meio ou fundo
Reprodução: por estaca

Saiba mais sobre a espécie:

O gênero Hygrophila conta com cerca de cento e vinte e cinco espécies das quais aproximadamente quarenta são aquáticas, sendo que poucas delas são utilizadas em aquários. Geralmente crescem emersas em pântanos e ao longo de córregos e riachos, não tolerando temperaturas abaixo de 20° C. Seu cultivo pode ser tanto emerso quanto imerso, o que causa uma diferenciação no formato, textura e tamanho das folhas.

Uma das plantas mais resistentes que temos no aquarismo, a H. polysperma é encontrada na natureza em lagos, córregos e áreas pantanosas, aceitando amplos intervalos de pH, dureza e temperatura. Seu melhor desenvolvimento está associado à temperatura entre 22° C e 28° C, oferta de luminosidade (com baixa iluminação seu crescimento é mais lento) e pH entre 6,0 e 7,0.

Absorve os nutrientes a partir da coluna d’água através das folhas e raízes adventícias que se desenvolvem nos nós onde, inclusive, surgem também as novas brotações. No replantio das estacas indica-se retirar as folhas mais baixas de modo que não fiquem enterradas no substrato.  Não apresenta nenhuma necessidade especial quanto à fertilização, o que a torna uma planta muito interessante para aquários de baixa manutenção e recomendada para aquaristas iniciantes. Talvez seu único inconveniente seja a altura que atinge e a necessidade de podas frequentes, tornando-as inadequadas para aquários de pequeno porte.

Devido a seu difícil controle e rápido crescimento e propagação quando dissipadas em corpos d’água, está listada nos Estados Unidos como erva daninha nociva tendo sua importação e comercialização proibidas em alguns estados.

Escrito por Solange Nalenvajko (Xica).