Betta splendens Nome científico: Betta splendens
Nome popular (BR): Beta
Nome popular (ING): Siamese fighting fish

 

Família: Macropodusinae
Distribuição geográfica: Sudeste asiático
Comportamento: Territorial (somente os machos).
Tamanho adulto: 8 cm
pH: 6,6 a 7,2
Temperatura: 24 a 29oC
Dimorfismo sexual: Os machos possuem as nadadeiras mais desenvolvidas.
Alimentação: Ração, pequenos invertebrados etc.
Aquário mínimo recomendado: 30 litros
Reprodução: Ovípara
Adequado para plantado? Sim.
Biótopo: Terrenos enxarcados como os utilizados para plantação de arroz, mas também pode ser encontrado em alguns rios, com bastante vegetação.
Informações adicionais:  

Saiba mais sobre a espécie:

Betta splendens em meio a vegetação

Quantas pessoas não começaram no aquarismo com um aquário de uns dois litros, as famosas "Beteiras" habitado por uma beta macho? Realmente, depois que a mania do peixinho dourado no aquário redondo em cima do piano deu uma folga, o Beta ganhou bastante espaço nas casas das pessoas. Conhecido também como Peixe de Briga, ele é o protagonista de verdadeiros combates onde pessoas inescrupulosas, principalmente na Ásia, apostam dinheiro no possível vencedor. No Brasil, felizmente essa prática absurda não é popular, pelo menos não com peixes.

No mundo científico é conhecido como Betta splendens, um peixe não muito exigente, podendo ser mantido em um aquário sem muita oxigenação, devido a sua capacidade de retirar oxigênio do ar atmosférico, característica comum nos peixes de sua família. Plantas são muito bem vindas, principalmente as mais altas, pois servem de descanso para o peixe que precisa subir à superfície sempre que for respirar e se cansa muito devido ao tamanho de suas nadadeiras.

Colocá-lo num aquário do tamanho de um vidro de maionese, como sugerem muitas lojas, é um erro, peixe nenhum gosta de viver confinado a dois litros de água, e com certeza num aquário maior, seu peixe ficará bem mais bonito e saudável. O recomendamos é à partir de dez litros, porém um aquário com volume em torno de trinta litros seria ainda mais adequado. A temperatura deve estar próxima dos 26ºC e o pH levemente ácido. Se for da vontade do aquarista ter um Beta macho num aquário comunitário, poderá faze-lo sem problemas, com tanto que a água não seja muito agitada e não hajam peixes mais agessivos, evite colocar mais de um macho se o aquário não tiver pelo menos um metro de comprimento, fêmeas costumam conviver harmoniosamente em grupo. 

Betta splendensA reprodução é bem fácil e pode até render uns trocados ao aquarista. Coloque um macho num aquário de uns 20L, com uma coluna d'água de no máximo 10cm, temperatura em torno de 28ºC e pH levemente ácido, o uso de uma bombinha aeradora bem fraca é recomendado pois os filhotes não nascem aptos à retirar o oxigênio do ar como os adultos. Para estimular o macho, coloque uma fêmea no aquário, mas separados por um vidro. Ele deve começar a construir um ninho de bolhas na superfície, nessa fase plantas de superfície são bastante úteis para manter a consistência do ninho, outro truque é deixar o aquário tampado para aumentar a umidade e deixar o ninho mais resistente.

Depois que o ninho estiver cobrindo boa parte da superfície, retire a divisória, e fique atento, pois o macho deve machucar bastante a fêmea durante todo o ritual, até que com "abraços" ele recolhe os ovos e os fertiliza, a fêmea deve ser retirada do aquário depois disso.

O macho pegará ovo a ovo no fundo do aquário e o acomodará no ninho de bolhas, a eclosão deverá ocorrer após 24 ou 48 horas e o macho se encarregará de cuidar dos filhotes. Fique atento ao momento que os pequeninos começarem a sair do ninho e nadarem na horizontal, pois a partir daí o pai poderá devorá-los e será a hora de tirá-lo do aquário.

A alimentação dos alevinos é feita através de ração própria para esse fim, naúplios de artêmia, infusórios, microvermes etc. Depois é só esperar e conforme eles forem crescendo ir distribuindo nos aquários. A alimentação normalmente é feita com ração, podem ser em flocos, a mesma servida para os demais peixes caso ele seja mantido em um aquário comunitário ou especíica para Betas. Pequenos invertebrados como artêmia salina viva ou tubifex liofilizados serão adicionais bem vindos à dieta do peixe.

Escrito por Marne Campos.