A doença do neon ou “neon tetra disease” atinge principalmente Neons Cardinais, mas pode atingir varias outras espécies de peixes.

Agente responsável: Pleistophora hyphessobryconis (parasita).


Fotografia: Edson Rodrigo

Sintomas: A doença do neon ou “neon tetra disease” atinge principalmente Neons Cardinais, mas pode atingir varias outras espécies de peixes. Ao ingerir alimento contaminado pelo parasita, este se instala no intestino do peixe e se espalha na parede intestinal, produzindo cistos dentro do tecido do músculo, que passa a necrosar, sendo possível nesse momento verificar a perda da coloração na faixa azul superior do peixe. A faixa fica branca/opaco na parte de trás até a cauda.
Os sintomas são perda da coloração, nado irregular, irregularidade da coluna devido a formação dos cistos do parasita.

Profilaxia: Manter a água do aquário em boas condições, efetuando sifonagem para retirada de matéria orgânica que venha a se decompor e trocas parciais de água, dando manutenção periódica no sistema de filtragem, oferecendo boa alimentação aos peixes e efetuando quarentena para novos habitantes.

Tratamento: Ainda não existe tratamento eficaz para cura dessa doença, a medida a ser tomada pelo aquarista é a separação do peixe doente o mais rápido possível para evitar a contaminação dos demais peixes do aquário, caso a identificação da doença seja tardia e muitos peixes já estiverem contaminados, o ideal é a remontagem do aquário após esterilização dele e dos equipamentos.

Obs: Indicamos que antes de iniciar qualquer tratamento procure um veterinário especializado em peixes ornamentais, pois ele é o profissional com competência técnica para realizar exames clínicos, reconhecer com certeza a doença e indicar o tratamento viável para o caso.