Temático Igarapé de 37 litros de Mateus CamboimQuando recebeu o convite para expor seu pequeno aquário temático como Aquário do Mês de Agosto/2011, Mateus Camboim não demonstrou confiança, disse que não o via como uma boa montagem para aquário do mês, já que não se tratava de algo que a maioria dos aquaristas almejasse. Imediatamente respondi que o Aquário do Mês não necessariamente precisa mostrar aquários que estão na "moda" e reforcei o objetivo dessa seção que é mostrar as várias faces do aquarismo. Com isso, o temático de Igarapé Amazônico postado por Mateus no Forum AqOL há algumas semanas caiu como uma luva, era o tipo de montagem que estava fazendo falta nessa seção!

Inicialmente, qualquer aquarista classificaria esse aquário como um biótopo, porém Mateus faz questão de dizer que em sua percepção se trata de um temático, pois apesar dos habitantes serem originários de cursos d'água de regiões próximas e com aspectos físicos e químicos bastante semelhantes, não interagem entre sí na natureza. A diferença entre temáticos e biótopos passou a ser utilizada mais frequentemente nos últimos anos dentro do aquarismo e foi genialmente explicada pelo próprio aquarista neste texto.

 

Temático Igarapé de 37 litros de Mateus Camboim

O aquarista conta que o projeto nasceu de um acidente, inicialmente o aquário era um plantado para um Beta e alguns Foguinhos (Hyphessobrycon amandae), porém sua mãe ao fazer uma surpresa e colocar mais alguns peixes no aquário, acabou contaminando os habitantes mais antigos com uma doença que causou a morte do Beta. Foi então que Mateus resolveu montar um aquário específico para os Foguinhos unindo o útil ao agradável, projeto que ele chama de Nano Temático Igarapé.

Mateus revela que a manutenção de seu temático é muito simples, por não haver flora, o uso de substratos férteis, fertilizantes líquidos, injeção de CO2 e iluminação artificial de maior potência foram descartados, ele só precisou de um pouco de areia de construção, uma raiz e algumas folhas secas, que encontrou com facilidade onde mora. O único problema que enfrenta é com a areia de construção que têm mantido o pH um pouco alto para a montagem, e que ele tem solucionado com o uso de folhas de Sete-Copas (Terminalia catappa) e tamponador nas água da troca parcial.

Segundo Mateus, essa montagem é especial para ele por se tratar da realização de um antigo sonho de montar um temático para peixes amazônicos. A água cor de chá obtida pelas folhas secas, o baixo pH e a iluminação escassa aliada ao brilho dos Neons Cardinais e dos Tetras Amapaensis resultam numa montagem única e que chama a atenção de quem se aproxima.

 

Dimensões: 50 x 25 x 30cm
Volume bruto: 37 litros
Tempo de funcionamento: 4 meses
Filtragem: Atman HF-0600.
Iluminação: 1 fluorescente 18WW (8h/dia).
Substrato: Areia de construção tratada.
pH: 6.2
GH: ?
KH: ?
NH3/NH4: 0
NO2: 0
NO3: ?
PO4: ?
Temperatura média: 28C
Alimentação: TetraMin Tropical Flakes, Sera Vipagran Baby, JBL Novo Bel, Alcon Gold Spirulina, Alcon Tubifex F.D., Alcon BloodWorms F.D. e Cistos de Artêmias Descapsulados Maramar.
Fertilização adicional: Não há.
Injeção de CO2: Não há.
Fauna: 6 Paracheirodon axelrodi, 8 Hyphessobrycon amandae, 5 Hyphessobrycon amapaensis, 5 Hyphessobrycon haraldschultzi e 2 Dicrossus filamentosus e alguns Planorbis corneus.
Flora: Não há
Informações adicionais:Uso de folhas de Terminalia catappa e tamponador na água das trocas parciais para manter o pH baixo.
 
Sobre o autor:
Marne Campos
Autor: Marne Campos
Marne Campos, natural de Campinas-SP, é aquarista desde 1990 quando, aos 7 anos de idade, ganhou o seu primeiro aquário e se apaixonou completamente pelo aquarismo. Bacharel em Análise de Sistemas pela PUC-CAMPINAS e técnico em Eletro-Eletrônica pela UNICAMP, criou o projeto Aquarismo Online em 1999, além outras iniciativas ligadas ao aquarismo que vieram logo em seguida, entre elas a idealização do CBAP (Concurso Brasileiro de Aquapaisagismo) onde ocupou o cargo máximo por 12 anos. Dedica-se à aquários plantados desde 1998, tendo como principal área de interesse atualmente, a manutenção de ambientes aquáticos por longos períodos.