Plantado de 432 litros de Marne CamposEsse mês eu vou fazer algo que não me agrada muito, talvez agradar não seja a palavra, talvez complicado seja mais adequado. Isso tudo porque vou descrever uma montagem minha, após mais de 3 anos, quando escrevi sobre meu Plantado de Discos em Março de 2011. Na época, usava o mesmo vidro e para não dizer que nada mais permaneceu, podemos incluir na lista dos "sobreviventes", o sistema de CO2 da Aquamazon, o móvel que sustenta o aquário e a luminária da Arcadia, o resto é tudo diferente daquela época e isso fica bem evidente se comparamos os textos dos dois aquários, do aquário retratado em 2011 e desse retratado hoje, o Aquários do Mês de Maio/2014, meu Plantando de 432 litros, não mais voltado quase que exclusivamente para os Discos, mas com a espécie fazendo parte da fauna. 

Tudo começou a mudar quando me mudei de volta para a minha cidade natal, Campinas, e trouxe o aquário. A remontagem seria inevitável, já que seria muito difícil conseguir viajar 100 KM com um aquário desse porte sem que o leiaute se desfizesse. Na minha nova residência, começaram as novidades, pela primeira vez utilizei um substrato que permitia contato direto com a coluna d'água, mas sem precisar me render aos importados, a escolha foi o brasileiríssimo substrato Amazônia da empresa Mbreda. A praticidade do aquarismo moderno é algo animador, nada de horas e horas lavando cascalho no tanque, pela primeira vez me dei esse luxo em uma montagem e gostei da "vida fácil".

Plantado de 432 litros de Marne Campos

Aquário remontado e em funcionamento, logo tive a oportunidade de trocar a filtragem por dois canisters usados da mesma fabricante (quem teve Eheim uma vez, sabe como é difícil usar outra marca), porém de um modelo de maior vazão e mais sofisticado. Quando esse aquário foi montado pela primeira vez, os conceitos sobre filtragem e circulação de água em aquários plantados no Brasil eram bem diferentes dos praticados hoje e esse "upgrade" na filtragem, acredito eu, foi determinante para o sucesso obtido com a montagem alguns meses depois.

A fauna mudou um pouco também, os Discos continuam fazendo parte e vão até melhor que na primeira montagem, talvez porque agora as variedades escolhidas foram as desenvolvidas pelo homem em cativeiro e não mais as temperamentais e exigentes selvagens. A principal mudança é que hoje os Discos dividem o papel de destaque com Cruzeiros do Sul (Hemiodus gracilis), além de outros peixes menores.

A cereja do bolo foi a fertilização, não que ela não existia antes, mas confesso que era um pouco mais "relaxado" com ela. Antes tinha muitos problemas com petecas sobre algumas folhas e acabava ficando um pouco desmotivado com a fertilização pois pouco refletia na beleza das plantas. Nesse aquário, em um certo momento, resolvi testar o apetite de alguns Comedores de Algas Siâmeses (Crossocheilus siamensis) e após algumas semanas, cinco jovens exemplares da espécie, haviam praticamente acabado com a imensa população da alga no aquário, foi então que passei a notar os benefícios da disciplina na fertilização, agora que as plantas estavam livres da algas e podiam aproveitar o que lhe era ofertado de maneira mais adequada.

Hoje posso dizer que esse aquário, entre os inúmeros plantados que montei nesses mais de 20 anos de aquarismo, talvez seja o mais saudável e maduro que tive, é claro que tive aquários que exibiam um desenvolvimento surpreendente durante alguns pontos do seu amadurecimento, porém eram sempre períodos curtos, bem diferente do que noto nessa montagem.

Dimensões: 120 x 60 x 60cm.
Volume bruto: 432 litros
Tempo de funcionamento: 15 meses.
Filtragem: 2 x Eheim Professional 2128
Iluminação: 4 x 39W Dymax T5 HO.
Substrato: Mbreda Amazônia
pH: 6,2
GH: 1
KH: 1,5
NH3/NH4: 0
NO2: 0
NO3: 25 p.p.m.
PO4: 0,5 p.p.m.
Temperatura média: 28C
Alimentação: Poytara Discos Supra, Poytara Discos Bem Estar, Poytara Discos Catuli, Poytara Tropical Flocos e larvas de besouro do amendoim.
Fertilização adicional: RCFlora All in One injetados com um dosador peristáltico Aquamazon BD-100 e RCFlora cápsulas.
Injeção de CO2: Aquamazon AS-3000 com solenóide ligada ao temporizador da iluminação.
Fauna: Symphysodon aequifasciatus, Hemiodus gracilis, Crossocheilus siamensis, Dicrossus filamentosus, Pristellas maxillaris, Hyphessobrycon pulchripinnis, Corydoras melini, Parotocinclus sp., Otocinclus sp.  .
Flora:  Echinodorus bleheri, Echinodorus uruguayensis, Echinodorus tenellus "Amano", Echinodorus sp., Cryptocoryne wendtii, Cryptocoryne pontederifolia, Cyperus helferi, Microsorium pteropus, Anubias barteri "nana", Staurogyne sp., Sagittaria subultata e Vallisneria sp. "nana".
Informações adicionais: Troca parcial automática de 2,5% do volume total da água à cada 6 horas.
 
Sobre o autor:
Marne Campos
Autor: Marne Campos
Marne Campos, natural de Campinas-SP, é aquarista desde 1990 quando, aos 7 anos de idade, ganhou o seu primeiro aquário e se apaixonou completamente pelo aquarismo. Bacharel em Análise de Sistemas pela PUC-CAMPINAS e técnico em Eletro-Eletrônica pela UNICAMP, criou o projeto Aquarismo Online em 1999, além outras iniciativas ligadas ao aquarismo que vieram logo em seguida, entre elas a idealização do CBAP (Concurso Brasileiro de Aquapaisagismo) onde ocupou o cargo máximo por 12 anos. Dedica-se à aquários plantados desde 1998, tendo como principal área de interesse atualmente, a manutenção de ambientes aquáticos por longos períodos.