Nano-Plantado de 59L de Miron AraújoNos últimos anos, o aquarismo brasileiro sofreu uma evolução notável, uma nova geração de aqua-paisagistas vêm surgindo e fazendo um trabalho de encher os olhos, colocando o Brasil entre as grandes potências do aqua-paisagismo mundial. Pertencente à essa nova geração, Miron Silva Araújo já garantiu posições de destaque, tanto em concursos internacionais como no Concurso Brasileiro de Aqua-Paisagismo, onde em 2010 ficou entre o TOP 10 da categoria Nano Plantado, colocando seu Estado, Sergipe, em posição de destaque no cenário nacional. Esse belo trabalho foi o escolhido como Aquário do Mês de Maio/2011 no AqOL.

 

Segundo Miron, a montagem desse mês foi usada como experiência para aplicar algumas técnicas de criacão de profundidade, com o uso de dois planos baixos opostos combinados com o jogo de sombras, a idéia era adicionar certa movimentação ao leiaute. Além disso, com pouco tempo para se dedicar ao aqua-paisagismo, o aquarista tinha essa montagem como única esperança de participar do CBAP 2010 e buscar uma boa colocação.

 

Nano-Plantado de 59L de Miron AraújoPara atingir o efeito desejado e vencer os obstáculos, o aqua-paisagista revela que tem algumas técnicas, o que tornou o início relativamente tranquilo. Como substrato, foi utilizado o material de outra montagem, com sua vida-útil reduzida, porém já "ciclado". Aliado à isso, manteve uma rígida rotina de manutenção, que consistiu em trocas parciais de água diárias de 30 a 50% durante os quinze primeiros dias, adicionando um dia de intervalo entre as trocas à cada semana, até se atingir uma única troca semanal, quando o aquário já estava com algo em torno de dois ou três meses.

 
As dificuldades se restringiram somente ao desenvolvimento das plantas, Miron revela que teve um pouco de dificuldade com o crescimento do Musgo por causa da temperatura e que teve que manter as mudas de Eleocharis sp. "Japan" sob controle, pois estavam ocupando o espaço das Hemianthus callitrichoides "Cuba", atrapalhando seu desenvolvimento. O efeito criado pelas Eleocharis o agradavam bastante, suavizando o leiaute, porém essa intervençao foi necessária.
 
Dimensões: 60 x 33 x 30cm
Volume bruto: 59 litros
Tempo de funcionamento: 4 meses
Filtragem: Eheim 2013 Cannister
Iluminação: Overtank 4 x 24W T5
Substrato: Húmus de minhoca e areia.
pH: ?
GH: ?
KH: ?
NH3/NH4: ?
NO2: ?
NO3: ?
PO4: ?
Temperatura média: ?
Alimentação: ?
Fertilização adicional: ?
Injeção de CO2: ?
Fauna: Paracheirodon axelrodi, Otocinclus affinis, Parontociclus affinis e Neocaridina heteropoda.
Flora: Eleocharis sp. "Japan", Hemianthus micranthemoides, Hemianthus callitrichoides "Cuba", Rotala sp. "Ceylon", Rotala sp. "Green", Rotala rotundifolia, Rotala sp. "Nanjenshan", Taxiphyllum alternans, Riccardia sp. e Taxiphyllum sp. "String".
 
Sobre o autor:
Marne Campos
Autor: Marne Campos
Marne Campos, natural de Campinas-SP, é aquarista desde 1990 quando, aos 7 anos de idade, ganhou o seu primeiro aquário e se apaixonou completamente pelo aquarismo. Bacharel em Análise de Sistemas pela PUC-CAMPINAS e técnico em Eletro-Eletrônica pela UNICAMP, criou o projeto Aquarismo Online em 1999, além outras iniciativas ligadas ao aquarismo que vieram logo em seguida, entre elas a idealização do CBAP (Concurso Brasileiro de Aquapaisagismo) onde ocupou o cargo máximo por 12 anos. Dedica-se à aquários plantados desde 1998, tendo como principal área de interesse atualmente, a manutenção de ambientes aquáticos por longos períodos.